Parque das Serras do Porto palco de três estações de monitorização de borboletas noturnas

Desde o início do projeto “Rede de Estações de Borboletas Nocturnas” (www.reborboletasn.org), em 2021, o Parque das Serras do Porto possui a sua própria estação perto da aldeia de Couce, em Valongo. Em 2022, decidiu expandir o esforço de amostragem com mais duas estações, em Gondomar e em Paredes.

Apenas nos primeiros três meses de amostragem deste ano já foi possível registar 49 espécies! Aqui destaca-se o recente registo da espécie Violaphotia molothina (Esper, 1789) em Aguiar de Sousa [na foto]. Esta depende de zonas de matos baixos com presença de torga, habitat e planta amplamente distribuídos pelo parque. Voa apenas na Primavera.

Esta iniciativa contribui para o esforço coordenado de amostragem destes seres de forma a gerar informação que contribuirá para um maior conhecimento da distribuição, fenologia e abundância das espécies.

Acompanhe o projeto em https://www.facebook.com/RedeEstacoesBorboletasNocturnas/.

Texto e fotografia – João Nunes, especialista responsável pela monitorização de borboletas noturnas nas três estações do Parque das Serras do Porto.